Os usuários que fizeram seus cadastros nos anos de 2009 e 2010 no Cadastro Único para Programas Sociais (CAD-Único), e ainda não atualizaram este ano, devem procurar a Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social (Sehad) até a próxima quinta-feira (29 de março) para regularizar a situação, pois a falta de atualização pode causar o cancelamento do cadastro no mês de abril.
A Sehad se localiza no Terminal Rodoviário e o atendimento é feito de segunda a quinta-feira, das 8h às 16h. O beneficiário deve levar a documentação de todas as pessoas que moram na mesma casa. As informações podem ser obtidas através do telefone 0800 283 2109, em dias de segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 11h.
CAD-Único – O Cadastro Único para Programas Sociais é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou de três salários mínimos no total. Dessa forma, o Cadastro Único possibilita conhecer a realidade socioeconômica dessas famílias, trazendo informações de todo o núcleo familiar, das características do domicílio, das formas de acesso a serviços públicos essenciais e também dados de cada um dos componentes da família.
O Cadastro Único, regulamentado pelo Decreto nº 6.135/07 e coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), deve ser obrigatoriamente utilizado para seleção de beneficiários e integração de programas sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família. Suas informações podem também ser utilizadas pelos governos estaduais e municipais para obter o diagnóstico socioeconômico das famílias cadastradas, possibilitando a análise das suas principais necessidades.
Famílias com renda superior a meio salário mínimo também podem ser inscritas, desde que sua inserção esteja vinculada à inclusão ou permanência em programas sociais implementados pelo poder público nas três esferas do Governo.
Bolsa-Família – Durantes os meses de março e abril os beneficiários do Programa Bolsa-Família devem comparecer à unidade de saúde do seu bairro (policlínica ou Programa Saúde da Família – PSF) para realizar a pesagem semestral conforme determinação do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). O acompanhamento é necessário para as crianças de 0 a 7 anos e mulheres a partir de 14 até 44 anos. Além disso, as gestantes devem ser acompanhadas mensalmente seguindo a agenda do pré-natal. O contemplado deve comparecer na unidade de saúde portando o cartão Bolsa-Família ou documento pessoal (RG e CPF). Mais informações através do telefone 3690-2109.
Fonte: Vargina Hoje